THE SHRINE

+ ASIMOV + LOW TORQUE

07 Jul 2016
Abertura de Portas: 20h00
Início: 20h30
Entrada: 12,00€

THE SHRINE, um dos mais badalados nomes do atual movimento revivalista do rock’n’roll norte-americano, regressam a Lisboa para um primeiro concerto em nome próprio.

Apadrinhados por Chuck Dukowski, o carismático baixista dos Black Flag, ao longo dos últimos anos os THE SHRINE têm vindo a afirmar-se rapidamente como uma das mais entusiasmantes e imprevisíveis propostas saídas do underground norte-americano. Orgulhosamente californiana, a banda formada por Josh Landau na guitarra e voz, Courtland Murphy no baixo e Jeff Murray na bateria tem fortes raízes na cultura skater e a música que faz espelha na perfeição o estilo de vida, misto de urgência e a dose certa de descontração, que os três jovens músicos levam nas piscinas abandonadas de Venice Beach. Assinando temas que têm tanto de nostálgico como de contemporâneo, as descargas assinadas pelo grupo crescem a partir de riffs demolidores e refrões orelhudos, traduzindo-se numa sonoridade capaz de agradar a um público transversal e a uma fauna muito diversa. Daí que não mais tenham parado de crescer desde que, há cinco anos, lançaram a estreia homónima, um monstro de rock desgarrado, fruto de uma viciosa fusão de blues bastardo, punk frenético, hardcore corpulento e até algum psicadelismo, que – assente de forma sólida na enorme energia que os caracteriza tanto em estúdio como em palco – lhes permitiu conquistarem uma sólida legião de fãs. É, de resto, exatamente essa atitude aguerrida e suada, aliada a uma vontade inabalável de pôr toda a gente a bater o pé e a abanar a cabeça, que se espera quando o trio pisar o palco do RCA Club, em Lisboa, no próximo dia 7 de Julho.

Inicialmente apostados sobretudo em fazerem a música que queriam realmente ouvir, os três membros dos THE SHRINE acabaram, mesmo que inadvertidamente, por criar uma sonoridade explosiva, capaz de agradar a um público incrivelmente transversal – que vai do punk rocker ao metaleiro, passando por qualquer pessoa que tenha um interesse, mesmo que ligeiro, pela abordagem mais visceral e selvagem a um género que, desde a sua criação, tem visto os seus ideais mais primários serem progressivamente diluídos em nome das tabelas de vendas. Dois anos após a edição de «Primitive Blast», em 2012, o trio de Venice Beach voltou à carga com «Bless Off» e, nem um ano depois, lançou «Rare Breed» que, já na reta final do ano passado, marcou a estreia para a gigantesca Century Media. Não se pode, no entanto, dizer que a subida de escalão tenha beliscado a integridade dos músicos; à semelhança dos três registos anteriores, o disco mais recente dos californianos afirma-se como mais uma coleção de canções simples e sem rodeios, diretas ao assunto com uma garra e uma energia a que ninguém – ou, pelo menos, ninguém que goste de riffs simples, solos desgarrados e refrões orelhudos – consegue resistir. Um manifesto de música honesta, simples e eficaz, assinado por um grupo de músicos que não parecem minimamente preocupados com o facto de estarem, ou não, na moda.

Numa noite de rock que se pretende tão aguerrido quanto possível, o trio californiano vai contar com a ajuda de duas das mais aplaudidas e celebradas propostas nacionais do género – LOW TORQUE e ASIMOV. Formados por ex-elementos de grupos tão badalados como os Hills Have Eyes, One Hundred Steps, We Are The Damned ou W.A.K.O., os LOW TORQUE nasceram no mesmo complexo de garagens que viu germinar o profícuo movimento de Setúbal e arredores. No entanto, o quarteto com sede em Palmela, afina por um diapasão diferente, mergulhando de cabeça numa sonoridade roqueira injetada do músculo muito próprio do stoner/metal, que tem dado que falar desde que lançaram a sua estreia homónima em 2012. Com o conceptual «Croatoan», no ano passado, assinaram mais uma coleção de temas tão potentes quanto orelhudos, revelando uma abordagem mais focada e imediata que, ao vivo, não faz prisioneiros. Muito à semelhança dos ASIMOV, que acabam de editar «Truth», uma bujarda de rock’n’roll selvagem sem quaisquer precedentes em solo lusitano. Formado há cinco anos, o duo vindo do Cacém é composto por Carlos Ferreira na guitarra/voz e João Arsénio na bateria, estabeleceu-se rapidamente como uma das mais eletrizantes bandas nacionais para ver ao vivo e, apoiado na fusão de rock clássico e psicadélico contida nos álbuns «Algures No Mundo É Noite» e «Overseas», não mais parou de conquistar plateias de norte a sul do país com a sua descarga de riffs intemporais, solos frenéticos e uma entrega verdadeiramente contagiante.

BILHETES
Locais de Venda: Ticketline (1820 – http://www.ticketline.sapo.pt/). Em Espanha: Masqueticket.
Lojas: Abreu, Worten, Fnac, Note!, MMM Ticket, C.C. Mundicenter, C.C. Dolce Vita, SuperCor, U-Ticketline, Ask Me Lisboa, El Corte Inglês, A.B.E.P., Casino Lisboa, Centro Cultural de Belém, Forum Aveiro, Galeria Comercial Campo Pequeno, Shopping Cidade do Porto, Time Out Mercado da Ribeira, Unkind.pt, Carbono (Amadora), Glam-o-Rama (Lisboa) e RCA Club.

THE SHRINE

Data de início
Nasceu a 2008
Género
Psychedelic Violence Rock and Roll
Naturalidade
Venice, Los Angeles, California
Companhia discográfica
CENTURY MEDIA RECORDS, TEE PEE RECORDS, TANKCRIMES, BURGER RECORDS, ELIMINATOR

RARE BREED OUT NOW:
http://smarturl.it/rarebreedITUNES
Descrição longa
Destroyers of Rock n Roll – instagram: theshrine
Missão
“But it’s young American stuff, the kind that brings a can of spray paint when it leaves the house and owe’s as much to Black Flag’s My War as that album owes to Black Sabbath, all with a late 70’s flair that hints at what could have been if the NWOBHM had been the NOWAHM (look it up)” – D.M. Collins LA RECORD
Biografia
The Shrine’s latest effort, RARE BREED, produced by legendary producer DAVE JERDEN, is out worldwide 1/15/2016
“On the night of November 6th, 1979 Black Sabbath was at their most drug addled and explosive standing. They were on tour supporting their newly released Never Say Die album and had a night off in Los Angeles. After knocking back a few drinks at the infamous Rainbow Bar, they decided to check out the local rock scene at the Whiskey A-Go-Go. Arriving late, they caught the tail end of a set by The Circle Jerks. Feeling intimidated yet inspired, they rented a rehearsal space and spent the rest of the night jamming. For an unknown reason they exclusively played Thin Lizzy material and Keith Moon was sitting in… These events never took place. But if they did, the results may have sounded similar to Los Angeles’s The Shrine. Formed in 2008, The Shrine play a houserocking breed of heavy, psychedelic, riff based Rock n’ Roll. Their debut, recorded on vintage reel-to-reel tape, by local hero Dave O. Jones and under the auspices of the notorious Chuck Dukowski, is the perfect soundtrack to any debaucherous gathering of longhairs. If you and your rag-tag group of riff-raff friends are planning a road trip to Humboldt County to “Score”, this is the album you need to be listening to on the way. The Shrine is Josh Landau on guitar/vocals, Courtland Murphy on bass, and Jeff Murray on Drums. Dig It. “-Harley Rother
Diretor-geral
theshrineband@gmail.com

Ian Dietrich: iand@10thst.com
Site
http://www.theshrineband.com
Contacto de imprensa
Ken Weinstein: weinstein@bighassle.com

George Vallee: george@concretemktg.com
Agente
Europe – Leo Benton, K2 Agency

USA – Mike Monterulo, TKO

Canada – Jeff Craib, The Feldman Agency

Fotografias

ASIMOV

Data de início
Fundada a 2011
Género
Heavy Psych Explosions
Membros da banda
Carlos Ferreira
João Arsénio
Naturalidade
Cacém, Lisbon, Portugal
Companhia discográfica
Ya Ya Yeah

Raging Planet
Breve descrição
Spreading heavy psychedelia around the world since 2011!
Descrição longa
Heavy Psych Explosions
Biografia
Slowly brewing across decades, ASIMOV finally rears its head in 2011. ASIMOV is a classic rock meets psych boogie juggernaut mixture. Recording haphazardly since 2002, in 2012 ASIMOV releases the first of two records.
Let’s see what the future brings…

DISCOGRAPHY:

-Truth, 2016;

-Mr. Chapel In The Moonlight (single) 2014;

-Overseas (bcr – 1968-2013) 2013;

-Algures no mundo e noite (bcr 1966-2012) 2012.
Localização atual
Out there…
Diretor-geral
ASIMOV
Influências
Hawkwind and Status Quo; Comus and ZZ Top; Pentangle and Foghat; Celtic Frost and Creedence Clearwater Revival; Thirteenth Floor Elevators and Pentagram; Neu! and Uriah Heep
Interesses da banda
ASIMOV is interested in taking you for a ride…
Telefone
916 138 767
E-mail
asimovmusik@gmail.com
Site
http://asimovstenarmusik.bandcamp.com
Contacto de imprensa
asimovmusik@gmail.com; car.rsferreira@gmail.com
yayayeahmusic@gmail.com
Agente
Jonas Gonçalves

yayayeahmusic@gmail.com

+351 916 138 767

Fotografias

LOW TORQUE

Informação sobre o início
Fundada – 2010
Género
Southern Rock / Stoner / Metal
Membros da banda
Marco Resende – Vocals
André Teixeira – Guitar
Arlindo Cardoso – Drums
Miguel Rita – Bass
Naturalidade
Palmela, PortugalBiografia

Rock band from Portugal. Born in 2010, Low Torque became a solid reference for energetic live performances all around.

Desert sounds blended with melt-your-face-off southern metal riffs, a fuzzy psychedelia that gets stuck in your head long after you press stop.

Gloomy, rich and powerful hooks, that’s what defines their unique music.
Localização atual
Lisbon, Portugal
Influências
Black Sabbath / Thin Lizzy / AC/DC / Led Zeppelin / Deep Purple / Saint Vitus / Pentagram / Pink Floyd / Trouble / ZZ Top / Lynyrd Skynyrd / Blackfoot / Groundhogs / Kyuss / Tool

Fotografias

comentários